Category Archives: Diversos

Autoclaves com Membrana, Instruções e Manutenção

Autoclaves com membrana, são ideais para aplicações onde a alta pressão é necessária. Estas aplicações incluem sistemas booster, expansão térmica e choque hidráulico em prédios de vários andares, como hotéis, hospitais e centros de negócios. Estes modelos possuem membrana intercambiável permitindo a sua substituição assim que necessário. Para garantir a durabilidade e performance, recomendamos a verificação da pressão a cada 3 meses.

 

POR FAVOR, ANTES DE INSTALAR UM AUTOCLAVE LEIA COMPLETAMENTE AS INSTRUÇÕES

 

PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS

• Para evitar lesões, antes de realizar o trabalho, assegure-se que todas as bombas estejam desligadas e/ou sem correte eléctrica e de libertar toda a pressão de água na instalação.

 

• Recomenda-se confirmar que o sistema dispõe de um conjunto de válvulas de segurança adequadas e ajustadas à máxima pressão efectiva do autoclave ou abaixo desta.

 

• Não instalar uma válvula de segurança, pode ocasionar a explosão do autoclave no caso de um mau funcionamento do sistema de sobrepressão, podendo causar danos materiais, lesões graves ou a morte.

 

• Não utilize o autoclave se se detectarem, fugas ou sinais de corrosão.

 

• Se o autoclave pesar mais de 30Kg, deve-se utilizar um equipamento adequado para o elevar e evitar assim, tanto danos pessoais como no autoclave.

 

Estas instruções foram feitas para que se possa familiarizar com o método correto de instalação e funcionamento dos autoclaves com membrana. É necessário que leia este documento com cuidado e que cumpra com todas as recomendações. Caso tenha dificuldades durante a instalação ou necessite de aconselhamento detalhado, entre em contacto connosco.

 

• Os autoclaves estão desenhados para ser utilizados em sistemas de bombagem de água sobre pressão, com bombas submersíveis ou de superfície, em circuitos fechados de aquecimento ou energia solar térmica e circuitos abertos de água quente sanitária.

 

• Consulte sempre os dados da etiqueta para saber qual a pressão e temperatura máxima de funcionamento.
• O fabricante não é responsável por nenhum dano causado pela água na utilização com o autoclave.

 

A INSTALAÇÃO DEVE SER REALIZADA CONFORME O CÓDIGO TÉCNICO DA EDIFICAÇÃO, LEGISLAÇÃO E NORMAS EM VIGOR.

 

1. INSTALAÇÃO DO AUTOCLAVE EM EQUIPAMENTOS DE PRESSÃO

 

1.1 Localização adequada do Autoclave

Para garantir que o autoclave alcance a sua máxima vida útil, deve ser instalado num lugar seco e coberto. Não deve estar em contacto com nenhuma superfície circundante, como paredes, etc.

 

1.2 Ligação do Sistema

1. Coloque o autoclave no lugar pretendido.

2. Nivele conforme apropriado. Todos os autoclaves, verticais ou horizontais, devem ser colocados sobre uma base firme. Se houver a probabilidade de existirem vibrações na zona do autoclave, tenha em conta que a instalação deve ser executada de forma resistente.

3. Ligue o autoclave com um tubo curto para eliminar perdas de carga.
4. Toda a tubagem deve ser instalada conforme as normas vigentes.

 

1.3 Como ajustar a pressão de pré-carga

1. Para ter o rendimento adequando do autoclave é necessário corrigir a pressão de pré-carga.

2. Para autoclaves instalados com uma bomba controlada por pressostato, com uma pressão diferencial ajustada até 2 Bar, a pré-carga deve ser ajustada a 0,2 Bar abaixo da pressão de arranque.

3. Para autoclaves instalados com uma bomba controlada por um sistema de variação de velocidade, a pré-carga deve ser ajustada a 65% da pressão nominal.

4. Para autoclaves instalados com a pressão da rede (sem bomba), a pré-carga deve ser ajustada com a mesma pressão de entrada. Para pressões de rede que excedam os 6 Bar deve instalar-se um regulador de pressão adequado.

5. A pré-carga dos autoclaves de ser verificada a cada 3 meses.

 

Para obter um funcionamento correto, os autoclaves de pressão deve ser pré-carregados da seguinte forma:

 

1. Desligue a bomba, desligue o depósito do sistema e drene completamente a água que se encontra dentro do autoclave para evitar que a pressão da água afecte a leitura da pré-carga.

2. Retire a tampa da válvula de ar e com um manómetro adequado, comprove a pressão da pré-carga do autoclave antes de voltar a liga-lo ao sistema.

3. Retire ou meta ar com um compressor, de forma a ajustar a pré-carga necessária.
4. Coloque a tampa na válvula de ar e volte a ligar o autoclave ao sistema de pressão.

 

PARA NÃO SE DEFORMAR A MEMBRANA NOS CASOS DE PRÉ-CARGA SUPERIOR A 4 BAR

Se tiver que pré-carregar o autoclave com mais de 4 Bar proceda da seguinte forma:

 

1. Ajuste a pré-carga de autoclave com 4 Bar.
2. Instale o autoclave no sistema.
3. Encha o sistema com água para igualar a pressão do sistema e do autoclave com 4 Bar.

4. Aumente a pressão da pré-carga até um máximo de 3 bar e depois ajuste a pressão do sistema à nova pressão de pré-carga enchendo o sistema de água.

5. Repita os passos 3 e 4 até chegar a pré-carga adequada.

 

Se tiver que esvaziar um autoclave com uma pré-carga superior a 4 Bar proceda da seguinte forma:

 

1. Assegure-se que há água no autoclave.
2. Feche a válvula de corte de forma que o autoclave fique isolado do sistema.
3. Assegure-se que não entra água no autoclave e desligue a bomba.
4. Retire o ar do autoclave até chegar aos 3 Bar.
5. Abra uma válvula de saída.
6. Abra a válvula de corte de forma a esvaziar o autoclave.

 

1.4 Princípios de funcionamento do autoclave

Sem um autoclave de pressão, o sistema de bombagem faria um ciclo (ativação) cada vez que houvesse uma solicitação de água. Estes ciclos frequentes e potencialmente breves não só iriam reduzir a vida útil da electrobomba, como seria impossível o seu controlo.

 

Os autoclaves de pressão foram concebidos para acumular água quando a bomba está em funcionamento e oferecer água sobrepressão ao sistema quando a bomba está desligada. Um autoclave correctamente calibrado e dimensionado, armazenará pelo menos um litro de água por cada litro por minuto de capacidade da bomba. Isto permite que a bomba realize menos arranques, menos consumo energético e tenha tempos de arranque mais prolongados, maximizando a vida útil da bomba.

 funcionamento autoclave

1.5 Instalação de vários autoclaves

Para que o sistema funcione corretamente todos os autoclaves devem ter a mesma pré-carga e devem ser instalados sobre um coletor para que recebam uma pressão equivalente e balanceada. Para que os autoclaves funcionem corretamente o controlador ou pressostato deve estar instalado na parte central do coletor (no centro dos vários autoclaves). A pré-carga de cada depósito será, como se indica na seção 1.3.

 Autoclaves em serie

 

2. Manutenção

Os autoclaves devem ser verificados de 3 em 3 meses por pessoal qualificado.
Para verificar a pré-carga, desligue a bomba, abra uma válvula de forma a esvaziar a água do autoclave. Verifique a pré-carga utilizando um manómetro. Se necessário utilize um compressor de ar para pré-carregar o autoclave com o ar adequado. Ligue a bomba de forma a voltar a encher o autoclave.

 

Liberte sempre a água e ar do autoclave antes de mexer em acessórios que estejam expostos à pré-carga, tais como flanges, junções, válvula de ar, manómetro, etc.. Assegure-se que o sistema está desligado e no caso de haver outros equipamentos elétricos estes estejam desligados também.

 

Se os ciclos da bomba estiverem curtos, pressione o interior da válvula de ar do autoclave. Se sair água pela válvula a membrana esta furada e é necessário substitui-la. Se não sair água pela válvula de ar poderá ser apenas necessário retificar a pré-carga de ar (seção 1.3).

Variadores de Velocidade VACON 100 FLOW

Os variadores VACON® são projectados para ter uma vida útil longa, desempenho superior e rendimento do processo ideal. Reduza emissões e aumente a eficiência por intermédio da inovação pioneira. Optimize a energia de forma inteligente com funcionalidades dedicadas a seu sector específico. Conecte-se rapidamente e programe com excepcional flexibilidade.

Todas estas possibilidades significam que os variadores VACON® formam a base robusta para optimização em ambientes rígidos. Seja no sector Naval e Offshore, Petróleo e Gás, Metais, Mineração e Minérios, Papel e Celulose, Energia Renovável ou outros sectores de serviço pesado, os variadores VACON® estão prontos para este desafio.

Ajuste o custo operacional total e reduza os gastos financeiros.

VACON® 100 FLOW

Vacon Flow 100

O VACON® 100 FLOW fornece funcionalidades dedicadas aos sistemas de bombagem. Ele melhora o controle de fluxo e economiza energia em aplicações de bombas e ventiladores até potências de 800 kW.


Módulos e Drives em painel
Todos as potências estão disponíveis como módulos single drive. A versão de drive em painel para as potências maiores contém uma ampla gama de opções configuráveis e um compartimento de controlo inovador para acesso seguro, sem abrir a porta do painel.


Controle de fluxo industrial dedicado
O VACON® 100 FLOW oferece funções de controle de fluxo específicas para aprimorar o desempenho de bombas e ventiladores e proteger condutas e equipamentos, garantindo uma operação fiável.


Operação de motores de alta eficiência
Selecione o motor mais eficiente para sua tarefa, com a possibilidade de operar as novas tecnologias de motor de alta eficiência, como motores de íman permanente e relutância síncrona, para uma melhor eficiência do sistema.


Faixas de potência
3 x 208-240V de 0.55-90kW
3 x 380-500V de 1.1-630kW
3 x 525-690V de 5.5-800kW


O VACON® 100 FLOW é um variador CA específico para melhorar o controle de fluxo e a economia de energia em aplicações de ventiladores e bombas industriais.

Os recursos especificamente projectados incluem soluções Multipump (Multibombas) e menus de selecção de aplicações. Eles melhoram o desempenho da bombas e protegem tubagens e equipamentos, garantindo um funcionamento fiável. O controlo padrão do PID usa um sensor para controlar a velocidade da bomba, em vez de um controlador externo. Isso ajuda o variador a reagir rapidamente às flutuações do instalação, para um controlo de processo preciso e uma economia de energia optimizada.

Principais causas das avarias do motores eléctricos

Franklin Electric

POSSÍVEIS AVARIAS NÃO COBERTAS PELA GARANTIA

Carga incorreta da bomba
Relâmpagos ou descargas elétricas
Corrosão dos componentes pela água
Tensão incorreta: alta tensão, baixa tensão
Picos de tensão, picos de tensão transitória, na rede ou gerador
Velocidade de refrigeração do motor incorreta, provocando sobreaquecimento
Água quente (mais de 30 ºC) sem o correto arrefecimento para motores submersíveis
Corrosão por intermédio de correntes e tensões externas, tensão CC dispersa ou eletrolise
Veio partido
Autoclave com fuga
Trabalhar no sentido incorreto
Arranques e paragens excessivas
Veio do motor submersível com as estrias gastas
Areia - cal - cálcio - óxido de ferro - acumulação de bactérias no ferro
Ciclos rápidos – arranque e paragem causada pela falta de ar no autoclave ou falha no pressostato
Cavitação
Choque hidráulico
Bomba a trabalhar fora de curva
Montagem incorreta do hidráulico no motor
Trabalhar em seco – sem água, no poço, furo ou tanque
Alimentação por cima da bomba submersível, em cascata
Válvula de retenção avariada
Bomba submersível sem válvula de retenção instalada
Válvula de retenção a verter afetando o desempenho da bomba
Cabo traçado ou danificado
Secção de cabo elétrico incorreta
Ligação entre cabo do motor e cabo de saída mal feita
Fases com tensão incorreta
Ligação dos cabos ao quadro elétrico
Ligação do motor monofásico com tensão trifásica ou vice-versa.
Potência do quadro de proteção diferente da potência do motor
Montagem do quadro de proteção no exterior sem a proteção recomendada
Rampa de aceleração incorreta no arranque progressivo ou variação de velocidade
Cabo elétrico instalado incorretamente
Água no interior do motor submersível, em banho de óleo
Empanque mecânico danificado por areia ou outro material abrasivo
Agua dentro de motor de superfície
Inundação de motor elétrico montado na superfície
Entrada de formigas, aranhas ou insetos na parte elétrica, provocando falhas de funcionamento

* Esta descrição não é uma lista final de possíveis avarias não abrangidas pela garantia. É um guia das avarias mais comuns que não estão abrangidas pela garantia.

  1. O equipamento deve ser sempre instalado por profissionais.
  1. A garantia não é aplicada a atos da natureza, incluindo relâmpagos ou descargas atmosféricas.
  1. A garantia será imediatamente anulada se acontecer uma das seguintes condições:

3.1.    Desmontagem não autorizada do equipamento.

3.2.   O produto ser usado com outra finalidade para as quais não foi concebido.

3.3.   O produto não ser instalado de acordo com as boas normas elétricas e hidráulicas e como as indicadas no manual de instalação e utilização.

3.4.   O produto ser danificado como resultado de negligência, abuso, acidente, aplicação incorreta, adulteração, alteração, instalação, operação ou armazenamento incorreto, desmontagem não autorizada ou operação que exceda os limites operacionais máximos recomendados ou limitações de desempenho conforme estabelecido nos manuais de instalação, operação e manutenção.

 

4. Sintomas evidentes / visíveis no aspecto do motor pela falta de protecção eléctrica eficaz e, a saber:

  • Rotor bloqueado → Aquecimento excessivo devido ao insuficiente arrefecimento do motor ou bomba a trabalhar fora da curva.
  • Côr acastanhada do estator → Aquecimento excessivo devido à falta de fase do motor - no caso dos trifásicos.
  • Picado → Descarga atmosférica.
  • Humidade no cabo → Kit termoretractíl defeituoso.
  • Elevada corrosão → Águas agressivas-ácidas.

Versão impressão

Válvula Filtro de Piscina

Uma das obrigações básicas que pede uma piscina é uma boa manutenção da água através da filtragem. Portanto, um trabalho que terá de fazer, será utilizar as diferentes funções que o filtro oferece. E esta tarefa deverá ser o mais prazerosa e confortável possível, para uma perfeita higiene da água da sua piscina.

As válvulas selectoras Astralpool foram projetadas pensando no utilizador que dia a dia tem que manipulá-las. Com um design inovador, o manuseamento deverá ser simplificado e da máxima confiança, as válvulas tornaram-se um elemento fundamental para que a sua piscina esteja em um perfeito estado de conservação.

Todas as funções controladas
Com a sua alça de controlo fabricada em material ABS e de fácil manuseamento, poderá executar a função que necessitar, podendo escolher entre as seis funções diferentes que a válvula possui: Filtragem, esvaziamento, fecho, lavagem, recirculação e enxaguamento.

Flexibilidade na instalação
Devido ao seu design e concepção, as válvulas selectoras AstralPool podem ser instaladas de
diferentes maneiras. Elas têm até 5 maneiras alternativas de ligação diferentes, cobrindo, deste modo, todas as necessidades de instalação.

Design inovador e máxima confiança
Demonstrada eficiência e design vanguardista, a série de válvulas AstralPool é uma garantia de eficiência e boa imagem para o seu local de instalação.

Princípios básicos das válvulas selectoras
Funções válvula de piscina

LEGENDA DA VÁLVULA 5 VIAS PISCINA

IMPORTANTE: A BOMBA DEVE ESTAR PARADA QUANDO SE MANIPULA A VÁLVULA

1 – CIRCULAÇÃO (WHIRLPOOL)
Para dissolver pastilhas de tratamento de água, algicidas, etc. Nesta posição a água não é filtrada circula directamente para os bicos injectores.

2 – FILTRAÇÃO (FILTER)
Para filtrar normalmente a água da piscina. Nesta posição a água entra pelo bocal superior do filtro, é filtrada pela areia e sai pelo bocal inferior para os bicos de injecção.

3 – LAVAGEM (BACKWASH)
Para quando existe saturação da areia, a duração da lavagem é aproximadamente 5 minutos. Nesta posição a água entra pelo bocal inferior do filtro, é feita a lavagem e sai pelo bocal superior para o esgoto.

 4 – ENXAGUAR (RINSE)
Para depois da lavagem, a duração do enxaguamento é aproximadamente 30 segundos. Nesta posição a água entra pelo bocal superior, é feito o enxaguamento e sai pelo bocal inferior para o esgoto.

5 – ESGOTO (DRAIN)
Para vazar a piscina. Nesta posição a água não é filtrada circula directamente para o esgoto.

6 – FECHADO (CLOSED)
Para qualquer manutenção da filtro. Nesta posição a bomba nunca deve funcionar.

Pressostato Digital com sistema de proteção para bombas

A unidade SWITCHMATIC 2 é um Pressostato Digital electrónico com manómetro digital integrado. Permite gerir o arranque e paragem de electrobombas monofásicas até 2,2 kW (3 HP). As pressões são facilmente ajustáveis através do painel de controlo. A electrificação é realizada da mesma forma de um pressostato electromecânico tradicional. Pode ser utilizado como um interruptor de pressão diferencial, de pressão inversa ou simplesmente com máxima e mínima pressão. A unidade SWITCHMATIC 2 incluiu leitura da corrente instantânea consumida. Este sistema patentado controla e gere a sobreintensidade, o funcionamento em seco e os ciclos rápidos de funcionamento (falta de ar no autoclave)

Pressostato Digital

Pressostato Digital

Características:

Modo Stand-by com baixo consumo.
Transdutor de pressão interno com indicador digital.
Manómetro interno em Bar e PSI com leitura instanânea digital.
Painel de comando e display numérico de 3 digitos, indicadores de leds luminosos e botões.
Certificado EMC e certificado de segurança eléctrica.
Protecção contra o funcionamento em seco.
Função ART (Auto Reset Test), rearme automático com uma periodicidade programada, quando o sistema desliga pelo funcionamento em seco (falta de água).
Protecção contra sobreintensidades.
Alarme de ciclo rápido, quando existe falta de ar no autoclave e o sistema faz arranques consecutivos activando um alarme.
Botão para arranque manual.
Quatro modos de operação: Diferêncial, Inverso, Pressão Máxima e Pressão Mínima.
Menu de configuração expert: diferêncial, tempos de atraso e outros ajustes.
Ficha Técnica

Características Técnicas:

Modelo Switchmatic 2
Tensão de alimentação: ~1 x 115-230 Vac
Frequência: 50/60 Hz
Potência máx. bomba: 2,2kW (3 HP)
Intensidade máxima de corrente: 30 (16) A
Pressão de arranque: 0,5 - 7 Bar
Pressão de paragem: 1 - 8 Bar
Diferêncial máximo: 7,5 Bar
Diferêncial mínimo (ajustável): 0,5 - 1,5 Bar
Ajuste de fábrica (arranque / paragem): 3 / 4 Bar
Classe Protecção IP 55
Temperatura máxima da água: 50 ºC
Temperatura máxima ambiente: 60 ºC
Peso: 0,28 Kg
Ligação à rede hidráulica: 1/4"


Características Painel de Comandos:

painel switchmatic 2

Display de 3 digitos
- modo de operação: pressão instantanea
- modo de ajuste: arranque e paragem.
Led Bar / PSI (verde)
- fixo: indica Bar ou PSI
- piscar: indica bomba em funcionamento.
Led Start / Stop (amarelo)
- iluminado: visualização de pressão de arranque e paragem.
- piscar: ajustando a pressão de arranque e paragem.
Led A (verde)
- fixo: indica consumo da bomba
- piscar: ajuste do consumo máximo da bomba.
Simbolo de alarme
- funcionamento em seco, sobreintensidade ou ciclos rápidos de arranque.
Botões: aumentar ou diminuir parametros.
Botão ENTER: arranque / paragem manual ou confirmação de parametros.
Botão A: ajuste da corrente máxima e visualização da corrente consumida.

Instalação Hidráulica
O SWITCHMATIC 2 deve ser roscado a um casquilho macho de 1/4" na saída da bomba. Antes de ligar o SWITCHMATIC 2 confirme que a instalação hidráulica esta montada corretamente, especialmente que o autoclave esteja corretamente pressurizado (P=Pstart - 0,5 Bar).

Switchmatic2 hidraulic

Instalação Elétrica
Antes de realizar qualquer manipulação no interior do aparelho, este deve ser desligado da rede elétrica.
Ligações erradas podem danificar o circuíto eletrónico.
Confirmar que a alimentação elétrica se encontra entre 115-230V.
Usar secção de cabo correta, em função da potência instalada.
O condutor de terra deve ser mais comprido que os outros. Deve ser o primeiro a ser ligado e o último a ser desligado aquando de uma desconexão.

Switchmatic 2 elétrica

Exemplo instalação de Switchmatic2 com bomba submersível com condensador externo

Esquema ligação Switchmatic2 e bomba submersível com condensador externo

Exemplo instalação de Switchmatic2 com bomba submersível com condensador interno

switchmatic2_230

Controladores de Pressão para Bombas

A constante evolução da era industrial no século passado, induziu de forma progressiva um processo de especialização em todos os setores. Nos últimos vinte cinco anos, graças ao aparecimento da eletrónica e informática, este processo tem acelerado exponencialmente. A COELBO nasce nesse período (1988), com o objetivo de negócio da aplicação destas novas tecnologias no campo das electrombas. Desde o início e com uma constante evolução tecnológica criou dispositivos automáticos para operação, controle e proteção, iniciando assim uma especialidade industrial pioneira a nível mundial, sendo um dos líderes nesta área. O seu constante esforço na investigação, desenvolvimento e inovação, permitiu a obtenção de patentes internacionais que lhe conferem reconhecimento na área dos sistemas de bombagem. Com uma filosofia empresarial baseada em conceitos como a investigação tecnológica constante, design inovador, fiabilidade do produto, rigoroso controle de qualidade, investimento constante em processos de produção e seriedade comercial, a COELBO e os seus produtos desfrutam de um prestígio internacional e alcançado a confiança dos mais importantes produtores de electrobombas. O seu sucesso no mercado mundial tornou-se uma referência, criando tendências e dando origem a muitas imitações de seus mais famosos produtos. As instalações de 3500 m2 albergam hoje a actual realidade industrial da COELBO. Actualmente distribuímos os nossos produtos nas seguintes famílias:

 

PRESSFLOW TECH
Na gama de dispositivos PRESSFLOW TECH estão incluídos todos os controladores electrónicos presso-fluxostáticos tradicionais com tornaram a COELBO como uma referência mundial ao longo dos últimos 30 anos. Controlmatic

 

 

HI TECH
O alcance dos dispositivos HITECH abarca uma completa gama de controladores de velocidade variável (VSD: variable speed drives), para bomba individual ou grupos de bombas, de montagem em linha, mural ou a bordo. Estes dispositivos integram todos los elementos hidráulicos, eléctricos e electrónicos necessários, tais como, sensores de caudal, pressostatos, transductores, indicadores de pressão, de frequência, de intensidade, leds de sinalização, interruptores start-stop, etc...

SpeedboxSpeedmatic

 

 

SMART TECH
A família de dispositivos SMART TECH engloba uma ampla gama de dispositivos para o controlo e/ou protecção de electrobombas cujo denominador comum é a aplicação das novas tecnologias nos sistemas tradicionais, com a excepção da velocidade variável que faz parte da gama HI TECH. Onematic

Pressostato electrónico digital
A unidade SWITCHMATIC é um pressostato electrónico com manómetro digital integrado. Permite gerir o arranque e paragem de electrobombas monofásicas até 2,2 kW (3 HP). As pressões são facilmente ajustáveis através do painel de controlo.
A electrificação é realizada da mesma forma de um pressostato electromecânico tradicional.
Pode ser utilizado como um interruptor de pressão diferencial, de pressão inversa ou simplesmente com máxima e mínima pressão.
A unidade SWITCHMATIC 2 incluiu leitura da corrente instantânea consumida. Este sistema patentado controla e gere a sobreintensidade, o funcionamento em seco e os ciclos rápidos de funcionamento (falta de ar no autoclave)

Switchmatic

 

Vedação de Roscas - Adesivos Anaeróbicos

Vedação de roscas através de adesivos anaeróbicos. Estes adesivos são resinas líquidas que polimerizam  quando submetido a duas condições :

A ausência de ar e o contato metal-metal.

vedação de roscas

O adesivo preenche toda a rugosidade da superficial dos metais proporcionando uma melhor distribuição tensões sobre toda a superfície da junta. Uma vez curado proporciona uma excelente vedação contra água, gás, óleos , fluidos industriais e produtos químicos. Tempo manuseamento depende da folga entre as peças, o tipo de tratamento de superfícies metálicas e temperatura. A velocidade de cura pode variar de alguns minutos a mais do que uma hora. A temperatura de operação varia de -50 a + 150 ° C.

Substitua o linho ou fita de teflon por este adesivo anaeróbico. Certificados de acordo com vários padrões
Internacionais, por exemplo, DVGW , NSF , WRAS , KTW , BAM .

Classe de isolamento e Grau de Protecção

 CLASSE DE ISOLAMENTO

É a determinação da temperatura máxima de trabalho que o motor pode suportar continuamente sem ter prejuízos em sua vida útil.

A classe de cada motor é em função de suas características construtivas. As classes de isolamento padronizadas para máquinas elétricas são:

CLASSE A - 105°C;
CLASSE E - 120°C;
CLASSE B - 130°C;
CLASSE F - 155°C;
CLASSE H - 180°C.

GRAU DE PROTEÇÃO

É a indicação das características física dos equipamentos elétricos, referenciando-se a permissão da entrada de corpos estranhos para seu interior. É definido pelas letras IP seguidas por dois algarismos que representam:

1º algarismo: indica o grau de proteção contra a penetração de corpos sólidos estranhos e contato acidental

0 - sem proteção
1 - corpos estranhos de dimensões acima de 50 m
2 - corpos estranhos de dimensões acima de 12 m
4 - corpos estranhos de dimensões acima de 1 m
5 - proteção contra acúmulo de poeiras prejudicial ao equipamento
6 - proteção total contra a poeira

2º algarismo: indica o grau de proteção contra a penetração de água no interior do equipamento:

0 - sem proteção
1 - pingos de água na vertical
2 - pingos de água até a inclinação de 15º com a vertical 3 - água de chuva até a inclinação de 60º com a vertical
4 - respingos de todas as direções
5 - jatos de água de todas as direções
6 - água de vagalhões
7 - imersão temporária
8 - imersão permanente

Exemplo: grau de proteção IP54: proteção completa contra toques, acúmulo de poeiras nocivas e respingos de todas as direções.

Lavadora Alta Pressão

Lavadora alta pressão a frio Profissional Karcher HD 6/15 C Plus, accionada por motor electrico de corrente alterna é o modelo de entrada ideal para os utilizadores profissionais.

Lavadora Alta Pressão

Lavadora Karcher HD 6/15 C PLUS

É uma máquina portátil, compacta, equipada com uma pega em alumínio ajustável em altura, podendo ser ajustada à altura de cada utilizador.
Com a pega totalmente estendida tem a possibilidade de acomodar todos os acessórios na máquina e estando disponíveis de imediato com um simples estender de mão. Com a pega rencolhida pode ser facilmente guardada num espaço reduzido ou transportada em qualquer veículo comercial. Apresenta um chassis em plástico resistente a choques, protegendo a bomba de alta pressão de possíveis danos e sujidade. A lavadora está equipada com um bico triplo que permite ajustar rápididamente e facilmente o jacto de água. Pode optar entre um jacto de alta pressão direccionado, um jacto de alta pressão em leque (25º) ou um jacto de baixa pressão em leque. O jacto de baixa pressão em leque (40º) é utilizado para a injecção de detergente. A válvula doseadora do detergente permite que o detergente seja misturado continuamente com o jacto de alta pressão. O depósito de óleo de grande dimensão é de extrema importância para que a máquina esteja sempre adequadamente lubrificada, o nível de óleo pode ser verificado a partir da parte exterior através de um visor de nível. A bomba axial de três pistons em aço inoxidável e uma cabeça do cilindro em latão garantem longa durabilidade e uma baixa susceptibilidade de falhas. Uma característica especial desta bomba é que tanto a entrada como a saída de água são fabricadas em latão, tornando-as altamente resistentes a fracturas e à corrosão.

Lavadora Karcher HD 6/15 C Plus

Lavadora Karcher HD 6/15 C Plus

Características Técnicas
Tensão: 230V, 50Hz
Potência: 3,1 kW
Caudal de água: 230 - 560 l/h
Pressão de trabalho: 30 - 150 Bar
Máx. pressão: 190 Bar
Temperatura de afluência da água: até 60º
Peso: 23 Kg
Dimensões: 360 x 925 / 375 cm

Características
Punho easy press
Design ergonómico para facilidade de utilização.
Com revestimento macio do punho 'Softgrip' para maior conforto.
Punho easy press para utilização sem esforço.
Controlo variável da pressão e do caudal Ajustamento na unidade.
Para a limpeza suave de superfícies sensíveis.
Pega telescópica Perfis de alumínio de grandes dimensões garantem estabilidade e boa manobrabilidade.
Segura os acessórios na posição extendida.
Retráctil para transporte cómodo e para poupança de espaço, por exemplo, em veículos de mercadorias/públicos.
Extraordinária mobilidade para rápida limpeza em diferentes locais.
Arrumação poupa-espaço em veículos comerciais.
Rápida preparação graças às opções de arrumação integrada.

Acessórios fornecidos com a máquina
Pistola com revestimento soft grip
Mangueira de alta pressão, 10 m
Lança, 850 mm Bico frezador
Sistema anti-vinco (AVS)
Interruptor de controlo de pressão

Osmose Inversa

PORQUÊ OSMOSE INVERSA?
Ainda que as estações de tratamento de água (ETA’s) das redes de distribuição de água para o consumo humano sejam adequadas e assegurem a potabilidade da água fornecida, é possível melhorar a qualidade da água para beber, eliminando sais e elementos dissolvidos, que são os principais causadores de maus odores e sabores desagradáveis.

PRINCÍPIO DA OSMOSE INVERSA
A osmose é um processo físico e natural, no qual duas soluções de diferentes concentrações, separadas por uma membrana semi-permiável, tendem a igualar as suas concentrações ao passar da solução mais diluída para a mais concentrada. A osmose inversa baseia-se na aplicação de uma pressão sobre a água concentrada, para forçar a passagem desta através de uma membrana semi-permeável, permitindo a passagem da água mas não dos sais e outros compostos orgânicos, microorganismos e partículas sólidas em suspensão. Desta forma, conseguimos reter, na membrana, a maior parte destas substâncias, obtendo desta forma
uma água de maior qualidade com uma concentração de sais muito inferior à inicial.

osmose inversaFactores condicionantes no processo de osmose inversa:
No processo de osmose inversa intervêm vários factores, tais como a qualidade da água, a pressão, a temperatura de entrada, a instalação do equipamento e a manutenção do sistema (por exemplo: substituição de filtros, desinfecções periódicas, entre outras).
- A aplicação de um sistema de osmose no âmbito doméstico está condicionada para tratar água para consumo humano.
- A qualidade da água tratada depende directamente da qualidade da água de fornecimento.
- Uma pressão adequada melhora consideravelmente o rendimento do equipamento e da qualidade da água tratada.
- É necessário realizar a manutenção periódica do sistema, substituindo regularmente os cartuchos filtrantes a cada 6 ou 12 meses, para garantir uma boa qualidade da água tratada.

EQUIPAMENTO DE OSMOSE INVERSA
Principais componentes
Pré-filtro de sedimentos: tratamento prévio à membrana, com a finalidade de eliminar as partículas em suspensão, causa da sua obstrução.
Pré-filtro de carvão: protege a membrana do cloro existente na água da rege de distribuição pública, que poderia causar a sua deterioração por oxidação.
Membrana de osmose: geralmente em poliamida de propriedade semi-permeável, retém os sais dissolvidos na água, microorganismos e partículas em suspensão.
Regulador de fluxo de esgoto (restritor): controla o caudal de esgoto e exerce uma contra-pressão necessária para o correcto funcionamento da membrana.
Acumulador: Depósito que garante um caudal instantâneo de água tratada adequado.
Post-filtro de carvão: tratamento final, posterior à membrana para eliminar possíveis sabores gerados no depósito acumulador.

TIPOS DE OSMOSE
Sistema básico 5 etapas: Equipamento de configuração em 2 corpos, conjunto de filtros e depósito pressurizado.
Sistema compacto: Todos os componentes do sistema, nomeadamente, filtros e depósito, se encontram no interior da carcaça para maior funcionalidade e poupança de espaço
Sistemas com bomba: Esta opção melhora consideravelmente o rendimento do equipamento, reduzindo até 75% o volume de água rejeitada, melhorando a qualidade da água tratada e a capacidade de produção instantânea aumenta até 4 vezes.

osmose instalação

VANTAGENS
A água osmotizada:
- Melhora a qualidade da água para beber, reduzindo a quantidade de sais, VOC y THM que conferem sabor à água;
- Permite conservar todos os sabores e propriedades dos alimentos quando cozinhados em água;
- Melhora e recupera todos os aromas e sabores do café, chás e infusões;
- É adequada para a rega de plantas e bonsais, para a utilização em ferros de engomar a vapor, aquários e electrodomésticos em que a qualidade e pureza da água sejam fundamentais para um rendimento óptimo dos equipamentos.
- São equipamentos fiáveis, de fácil instalação e de manutenção económica.

MANUTEÇÃO
O equipamento de osmose necessita de manutenção adequada:
A água para beber é considerada um alimento e por esse motivo os equipamentos de tratamento, que melhoram a sua qualidade devem ser alvo de manutenção regular para garantir a potabilidade da água tratada. É essencial assegurar a manutenção periódica, substituindo os cartuchos filtrantes e desinfectando o sistema regularmente. Ao não realizar estas operações, a qualidade da água tratada poderá não ser adequada ao consumo humano. Aconselhamos que o utilizador final faça um contracto de manutenção periódico ou que tenha
o cuidado e de realizar uma revisão anual com um profissional qualificado.

Compre aqui

Presscontrol – Comando de Bombas de Água

Controlo Automático Presscontrol Watertech

O Presscontrol é um dispositivo de concepção nova que garante um óptimo controlo das bombas eléctricas integradas em instalações hidráulicas. Derivado de um projeto hidráulico e de lógico eletrónica mede simultaneamente a pressão e o fluxo, permitindo controlar o arranque e a paragem da bomba. Substitui o sistema tradicional do autoclave e pressostato.

Clique aqui para consultar preço e comprar

Não necessita de recargas de ar e elimina as fastidiosas variações de pressão e de fluxo na utilização.

Protege a bomba do funcionamento a seco. Não exige nenhum tipo de regulação ou manutenção. Muito menos incómodo do que os sistemas tradicionais, absolutamente fiável, resistente e fácil de instalar.

Desempenhos

  • Liga e desliga a bomba em função da abertura das torneiras.
  • Mantém a pressão constante durante a utilização.
  • Desliga a bomba se faltar a água.
  • Amortece os efeitos do golpe de carneiro

Características de Fabrico

O Presscontrol é formado duma parte hidráulica e de uma caixa eléctrica substituível também fornecida como peça sobresselente.

A parte hidraúlica é constítuida por:

presscontrol-membrana

presscontrol-membrana

  • um corpo moldado em material de plástico reforçado
  • uma membrana e uma mola que reagem às variações de pressão.
  • uma válvula que reage às variações de fluxo.
  • uma válvula de retenção.
  • uma válvula de segurança que evita a saída de água do aparelho n caso de uma avaria na membrana.

A parte eléctrica é constituída por:

presscontrol-electronica

presscontrol-electronica

  • uma caixa com retenção moldada em material plástico autoestinguível.
  • uma placa electrónica testada e verificada individualmente com pistas protegidas de película isolante.
  • um relé com contactos especiais e uma vida eléctrica além de 300000 ciclos em contínua com uma carga máxima de 1.1kW.
  • um varístor com ptrotecção dos piques de tensão.

Materiais

  • Corpo: Poliamida reforçada PA 6 FV 30%
  • Membrana: EPDM
  • Mola: Aço C72 UNI 3545
  • Válvula de fluxo: Latão OT 58 UNI 5705/65
  • Válvula de retenção: Poliamida reforçada PA 6 FV 30%
  • Caixa da placa electrónica: Resina termoplástica autoestinguível VO
  • Circuito moldado: Vetronite

 Funcionamento

presscontrol-funcionamento

presscontrol-funcionamento

1

Sobre um pequeno painel colocado na parte frontal do aparelho visualizam-se mediante indicadores luminosos, todas as fases de funcionamento do sistema. No acto da ligação à rede eléctrica acende-se um indicador luminoso verde: Power on (tensão) e um indicador luminoso amareloPump on (bomba em funcionamento) que indica o arranque da bomba, mantendo-a ligada por alguns segundos, para permitir à instalação entrar sob pressão.

2

Neste ponto o aparelho para a bomba e se coloca em posiçaão de espera, com o indicador verde aceso, pronto para efetuar em total autonomia todas as operações de comando e controlo sucessivamente.
A abertura de uma torneira liga imediatamente a bomba que permaneça ligada enquanto a torneira estiver aberta. Quando esta se fecha, o Presscontrol para a bomba quando esta restabelecer a máxima pressão da instalação e retorna à posição de espera.

3

O Presscontrol reconhece as anomalias e as indica com um indicador luminoso vermelho: Failure (avaria) fazendo parar a bomba.
Removidas as causas que determinaram o bloqueio, é suficiente carregar no botão vermelho: Restart (rearme) para restabelecer o normal funcionamento. No caso de uma interrupção da energia eléctrica temporária, o Presscontrol rearma automaticamente no retomar da mesma.

Características Técnicas

  • Tensão de alimentação monofásica: 230 V
  • Variações de tensão aceitáveis: ±10%
  • Frequência: 50/60 Hz
  • Intensidade máxima: 10(6)A - 1.1 kW
  • Grau de protecção: IP65
  • Pressão máxima de exercício: 10 Bar
  • Temperatura de funcionamento: 0-60 °C
  • Juntas machos: GC 1

    Confronte de Pressões

    presscontrol-tabela-confronte-pressoes

    presscontrol-tabela-confronte-pressoes

Diagrama Perdas de Carga

presscontrol-diagrama-perdas-carga

presscontrol-diagrama-perdas-carga

Presscontrol, para a Perfeita Gestão da Instalação Hidráulica Doméstica

presscontrol-instalacao-domestica

presscontrol-instalacao-domestica

Clique aqui para consultar preço e comprar

My Chat Button