Category Archives: Grupos Hidropneumáticos

Grupo de Pressão Grundfos com Variação de Velocidade

Grupo de Pressão Grundfos composto por duas bombas acopladas em paralelo e montadas numa base comum com todos os acessórios necessários e quadro elétrico. A central de pressurização, da marca GRUNDFOS modelo 2xCR5-9 com Variação de Velocidade NASTEC - MIDA, é equipada com os seguintes e principais componentes:

 

Uma electrobomba principal;

Uma electrobomba secundária;

Um depósito hidropneumático;

Dois variadores NASTEC;

Dois transdutores de pressão;

Acessórios de interligação e Componentes.

Grupo de Pressão Grundfos com Variação de Velocidade

 

Eletrobomba principal, secundária

Duas electrobombas centrífugas multicelulares, com impulsores, veio, câmaras intermédias e com corpo em aço inoxidável AISI 304, empanque tipo mecânico lubrificado pela água bombeada. O corpo da bomba é fixo entre a base e o apoio do motor através de tirantes.

 

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DAS ELECTROBOMBAS
Modelo da Electrobomba CR 5-9
Condições de operação selecionadas
Caudal por bomba 6 m3/h
Altura Manométrica 45,0 m.c.a.
Pressão máxima a caudal zero 63,0 m.c.a
Características Eléctricas
Potência do Motor 1,50 kW
Velocidade Nominal 2900 rpm
Tipo de Arranque Progressivo com conversor de frequência
Classe de Protecção IP55
Nº de fases / Tensão / Frequência 3 / 400V / 50 Hz
Tensão de Alimentação da Central 1 / 230V / 50 Hz

 

Depósito hidropneumático 8 litros

Em aço devidamente preparado e pintado, com membrana de material sintético, adequado para água potável. A água contida no reservatório não estará em contacto com a superfície metálica, mas diretamente com a membrana, o que exclui a possibilidade de corrosão.

 

Comando

Dois Variadores de velocidade NASTEC. Este conversor de frequência é dedicado a aprimorar o controlo de fluxo em aplicações das áreas do abastecimento predial. A programação dos parâmetros da unidade reguladora pode ser completa ou parcialmente bloqueada através de uma senha. A unidade reguladora contém bornes para:

 

Contacto de falta de água;

Sinalização de serviço da bomba;

Sinalização de falha;

Transdutor de pressão;

Motor;

Alimentação da rede.

O Microprocessador contido na unidade de comando proporciona, com auxílio do interface RS 485 em instalações com duas bombas, tanto uma sequência de serviço das bombas completamente automática em dependência do consumo, como também alternância cíclica do serviço das bombas interligadas e o arranque da próxima bomba em caso de falha de uma das bombas, sem qualquer controlo externo.

 

Graças à aplicação “Nastec NOW” é possível comunicar com os variadores através de Bluetooth com a hipótese de:

 

  • Monitorizar vários parâmetros de operação em simultâneo no seu smartphone.
  • Obter estatísticas de consumo de energia e histórico de alarmes.
  • Executar relatórios de operação e programação com a possibilidade de fazer anotações com imagens e enviá-las por email ou mantê-las no arquivo digital.
  • Monitorizar vários parâmetros de operação em simultâneo no seu smartphone.
  • Obter estatísticas de consumo de energia e histórico de alarmes.
  • Executar relatórios de operação e programação com a possibilidade de fazer anotações com imagens e enviá-las por email ou mantê-las no arquivo digital.
  • As programações e parâmetros do variador, podem ser guardados num arquivo, com a possibilidade de os copiar para outros variadores e compartilha-los entre vários usuários.
  • Controlar os variadores remotamente, usando uma rede Wi-Fi ou gsm através de um smartphone colocado próximo do equipamento que funcionará como um modem.

nastec now

 

A regulação especial e integrada da pressão faz com que a bomba interrompa o serviço imediatamente quando o consumo for zero. O débito da bomba é averiguado indiretamente através do nr. de rotações e possibilita aumentar ou diminuir a pressão em dependência do consumo, conduzir a pressão diferencial segundo uma curva específica para o sistema, de parâmetros livremente programáveis.

Uma fonte de alimentação incorporada fornece a corrente para o transdutor de pressão diferencial em aço de elevada precisão, montado, com sinal de saída de 4 - 20 mA. O funcionamento do variador, vai de encontro às mais exigentes procuras de conforto através de caudal constante ou pressão proporcional (compensação de aumento e perdas de carga na rede devido ao aumento de caudal), fornecendo de forma suave o débito necessário sem picos de corrente ou golpes de aríete, devido ao arranque e paragem suave. Este sistema reduz os custos energéticos e custos de manutenção.

 

Acessórios de interligação e Componentes

Dois Transdutores de pressão;

Um Manómetro em banho de glicerina;

Um Coletor de compressão 2” em aço inox AISI304;

Um Coletor de aspiração 2” em aço inox AISI304;

Uma Válvula de retenção em cada bomba;

Uma Válvula de seccionamento da compressão de cada bomba;

Uma Válvula de corte geral na compressão;

Uma Base de assentamento;

Acessórios de ligação entre o coletor e o depósito hidropneumático;

Um Interruptor de nível com 10m de comprimento para instalação nos depósitos;

Um armário eléctrico de potência, composto por grupo de disjuntores, régua de bornes.

Grupos de Pressão - Variação de Velocidade

Grupo de Pressão MIDA

Grupos de Pressão de Velocidade Variável.

O funcionamento dos variadores, vai de encontro às mais exigentes procuras de conforto através de caudal constante ou pressão proporcional (compensação de aumento e perdas de carga na rede devido ao aumento de caudal), fornecendo de forma suave o débito necessário sem picos de corrente ou golpes de aríete, devido ao arranque e paragem suave.

Este sistema reduz os custos energéticos e custos de manutenção.

Uma sequência de serviço das bombas completamente automática em dependência do consumo, como também alternância cíclica do serviço das bombas interligadas e o arranque da próxima bomba em caso de falha de uma das bombas, sem qualquer controlo externo.

 

Composição Grupo de Pressão:

  1. Duas electrobombas da marca E-Tech-Franklin de origem Americana, modelo EH, formadas por bombas horizontais centrífugas monobloco, equipadas com motor eléctrico para corrente 3~230 Volts, 50 Hz, 2890 Rpm, montagem horizontal com turbinas e difusores em aço inox 304.
  2. Depósito autoclave de 8 Lts de capacidade, com membrana de borracha tipo alimentar pré-carregado de ar, com fundos copados.
  3. Colector de compressão 2" em aço inox 304.
  4. Colector de aspiração 2" em aço inox 304.
  5. Válvulas de retenção em cada bomba.
  6. Válvulas de seccionamento da compressão de cada bomba.
  7. Válvula de corte geral.
  8. Base de assentamento
  9. Um armário eléctrico de potência, composto por, grupo de disjuntores, e régua de bornes.
  10. Dois transdutores de pressão.
  11. Dois variadores de velocidade da marca Nastec modelo MIDA de origem Italiana, instalados sobre as electrobombas. Este conversor de frequência é dedicado a aprimorar o controlo de fluxo hidráulico nas áreas.

Protecção integrada contra:
Sob ou Sub voltagem;
Sob ou Sub Tensão;
Funcionamento em seco;
Temperatura excessiva.

 

Operação Muti Bomba (COMBO):
Alternância para um desgaste uniforme das bombas;
Em caso de falha de uma bomba o funcionamento é assegurado automaticamente pela remanescente.

 

Compatibilidade EMC para ambiente residencial:
PFC integrado (P.F. 1) de acordo EN61000-3-2.
Filtro de entrada integrado para a Categoria C1 EN61800-3),
Class B (EN55011).

 

O variador MIDA garante:
Poupança energética devido ao controlo de velocidade;
Arranque e paragem suave;
Durabilidade e fiabilidade do sistema;
Instalação simplificada no motor ou na parede;
Comissionamento rápido e fácil ao assistente de configuração inicial;
Instalação possível em ambientes húmidos e poeirentos devido ao grau de protecção IP55 (NEMA 4);
Alto desempenho térmico e mecânico graças à caixa de alumínio e ventilação independente.

 

Variador Bluetooth

 

Melhorada utilização via:
Monitorização e programação através do seu smartphone e da aplicação Nastec NOW disponível para Androide, IOS e Windows Mobile;
Controlo remoto usando um smartphone próximo como um modem;
Salve e carregue as programações;
Possibilidade de enviar relatórios por email;

 

curvas eh mida

 

Aplicações:
Apartamentos
Edifícios
Escritórios
Hosteis
Indústria

 

Características:
Alta eficiência
Alta durabilidade
Sistema totalmente integrado
Fácil instalação e operação
Controlo via Bluethooth

 

Especificações:
Instalação interior
Tensão entrada - 1~230V, 50Hz
Tensão motor - 3~400V, 50Hz
Fluído - água potável
Temperatura fluído - 0ºC ~ 70ºC
Número de bombas - 2

 

Modelos:
2xEH5-5, MIDA
2xEH5-7, MIDA
2xEH9-4, MIDA
Outros

 

MIDA

Central Contra Incêndios

Central Contra Incêndios, EBARA AFUEN-ENR 32-200B/5,5 EDJ, segndo as normas UNE 23500-90 e UNE-EN 12845 formada por:

central contra incêndio

Grupo Contra Incêndios

Bomba principal ELÉCTRICA ENR 32-200, B EN 733/ DIN 24255, de um estágio e de uma entrada, corpo de impulsão em fundição GG25 em espiral com patas de apoio, caixa de rolamentos robusta e rolamentos radiais blindados, aspiração axial e boca de impulsão radial vertical, compensação hidráulica mediante orifícios de descarga no impulsor, suporte de rolamentos de esferas lubrificados para a vida útil, estanqueidade do veio mediante empanque mecânico segundo DIN 24960, veio em aço inox AISI 420; accionada por motor eléctrico assíncrono,trifásico de 2 polos, isolamento classe F, protecção IP-55, potência de 5,50 kW, para alimentação trifásica a 400 V III, 50 Hz, acoplamento com espaçador;

Bomba principal DIESEL ENR 32-200B com uma potência de 6,30 kW, duplo jogo de baterias, depósito de combustível de 40 litros de capacidade equipado com válvula de esvaziamento, filtro e visor de nível;

grupo contra incêndio

Grupo Contra Incêndios

Uma bomba auxiliar jockey CVM A/12, de 0,9 kW, corpo da bomba em ferro aço inox, veio de aço inox AISI 416, corpos de aspiração e impulsão e contra flanges de ferro fundido, impulsores e difusores de policarbonato com fibra de vidro, empanque mecânico, motor assíncrono de 2 polos, isolamento classe F, proteção IP 44;

autoclave e pressostatos

Autoclave e Pressostatos

Depósito hidropneumático de 24/8; bancada metálica, válvulas de corte, retenção e de corte para cada bomba. Manómetros; pressostatos; colector comum de impulsão em aço negro DN 2" S/DIN2440 com pintado de vermelho RAL3000;

Quadro Bomba Principal

Quadro Bomba Principal

Quadros eléctricos de potência e controlo para a operação totalmente automática do grupo; suporte metálico para quadro eléctrico. Montado em bancada de perfis laminados de aço com pintura anti-corrosão, montado e testado em fábrica.

Quadro Comando  Motobomba

Quadro Comando Motobomba

Manual Instalação, Arranque e Manutenção

Central dulpa Hidropneumatica E-Tech Serie EH

Central dupla Hidropneumática E-Tech by Franklin Electric 2xEH 5-6, formada pelos equipamentos abaixo descritos:

 Central Hidropneumática Dupla Serie EH

  • Duas electrobombas da marca Etech-Franklin de origem Americana, modelo EH 5/5, centrifugas horizontais monobloco, em aço inox AISI 304, equipadas com motor eléctrico para corrente monofásica IE3 de 230 Volts, 50 Hz, 1,10kW, 2890 Rpm. Capacidade hidráulica nominal: 4 Bar @ 5,0 m3/h (por bomba);
  • Quadro Eléctrico construído em caixa poliéster incluindo: interruptor tetrapolar de corte geral, conjunto de corta-circuitos, comutadores MAN-O-AUT, contactores tripolares com térmicos, relé de alternância, alarme por nível alto, sinalizadores de funcionamento e disparo do térmico;
  • Autoclave chapa pintada 100L
  • Coletor de compressão em inox;
  • Válvulas de retenção em cada bomba;
  • Válvulas de seccionamento da compressão de cada bomba;
  • Base em chapa de aço electrozincada e quinada para assentamento de todo o conjunto, exceto o reservatório;
  • Manómetro em banho de glicerina;
  • Pressostatos Telemecanique;
  • Tubo flexível e acessórios de ligação ao coletor;
  • Alarme nível alto.

cd_etech_eh_03

Funcionamento das centrais duplas

A central hidropneumática efetua o sistema de arranque e paragem por intermédio de pressostatos. Assim que haja consumo de água, o primeiro abastecimento é efetuado do reservatório. Quando a pressão baixa até ao nível da regulação de arranque, uma das bombas começa a trabalhar. Se o consumo de água continuar a aumentar, entra a 2ª bomba em funcionamento. As bombas param automaticamente, assim que atingirem a respetiva pressão de paragem, para a qual foi definida.

Um relé de alternância existente no quadro elétrico, faz com que a sequência de arranque das bombas se modifique em cada ciclo de funcionamento, permitindo deste modo uma utilização uniforme das bombas.

Grupo Hidropressor Lowara - Retrofit Hydrovar

Nesta instalação aproveitamos as bombas existentes no Grupo Hidropressor Lowara, que se encontravam a funcionar com um sistema tradicional de velocidade fixa (controlado por pressostatos) e modificamos para um funcionamento com variação de velocidade e pressão constante através de dois variadores de velocidade Hydrovar 4.022.

hydrovar_foz_02

Grupo Hidropressor pressão constante

O Hydrovar é um controlador inteligente que ajusta a performance da bomba ao consumo. O sistema é composto por um variador de velocidade , uma carta de controlo, sensores, filtros EMC e protecção do motor/sistema. Usando um Hydrovar, não necessita de um quadro externo de controlo.

O Hydrovar é facilmente montado directamente no motor da bomba e é compatível com qualquer motor IEC. Esta versatilidade torna o Hydrovar uma excelente escolha para uma modernização e melhoria de um sistema com velocidade fixa.

Fácil de configurar

O guia de configuração rápida e o sistema de menus lógicos, fazem com que o Hydrovar seja fácil de operar e configurar. Através de funções disponíveis na programação avançada, o Hydrovar pode ser adaptado a quase todas as opções de consumo.

Potencial de poupança de energia

Um motor a funcionar a 80% da sua velocidade máxima usa 48% menos energia. Com poupanças energéticas até 70% só em cargas parciais, o período de retorno do investimento típico é inferior a 2 anos, dependendo dos custos de energia e tempos de operação da bomba.

Várias opções de controlo

  • Possibilidade de controlar 1 a 8 bombas
  • Funcionamento a pressão constante
  • Funcionamento a caudal constante
  • Funcionamento de acordo com a curva do sistema
  • Funcionamento via um sinal externo de 4-20 mA ou 0-10 V

Segurança

  • Cumpre a EN 61000
  • Filtro THDi no interior para redução das interferências devido a harmónicas
  • Paragem da bomba a consumo zero
  • Arranque/Paragem suave integrada: ausência de golpe de aríete e corrente de arranque reduzida
  • Protecção integrada
    • Sobre/sub tensões
    • Sobrecorrente/ curto circuito
    • Nível mínimo de água
    • Falha do sensor
    • Aquecimento do motor
    • Aquecimento do inversor
    • Limite mínimo/ limit conveyor

Especificações

  • Potência: desde 1,5 kW até 22 kW
  • Tensão de alimentação: monofásico ou trifásico 50 ou 60 Hz
  • Comunicação: interface RS485, BACnet, Modbus, carta Wi-Fi (opcional)

Central bombagem sistema rega jardim Av. Marechal Gomes da Costa

Central bombagem, com variação de velocidade modelo 2xE-Tech by Franklin EV9-6 Varisytem, formada pelos equipamentos abaixo descritos:

mar-central

• Duas electrobombas da marca Etech-Franklin de origem Americana, modelo EV9-6, formadas por bombas verticais centrífugas monobloco, equipadas com motor eléctrico para corrente trifásica de 400 Volts, 50 Hz, 3,0 cv, 2890 Rpm, IP55, montagem vertical. Capacidade Hidráulica – 53 m @ 167 l/m (por bomba);
• Depósito autoclave em fibra marca Wellmate com 60 Lts de capacidade, com membrana de borracha tipo alimentar pré-carregado de ar;
• Transdutor de pressão;
• Colector de compressão em aço inox 21/2”;
• Válvulas de retenção em cada bomba;
• Válvulas de seccionamento da compressão de cada bomba;
• Válvula de corte geral;
• Base de assentamento;
• Armário metálico para acondicionamento de todo o equipamento de comando e proteção;
• 2 variadores de velocidade VACON 100 FLOW, de origem Finlandesa, instalados no armário elétrico de potência. O VACON 100 FLOW é um conversor de frequência dedicado a aprimorar o controlo de fluxo em aplicações nas áreas da água e esgoto com recursos especificamente desenvolvidos para aplicações de controlo de fluxo. Inclui de série: Filtro RFI (classe hospitalar); Display gráfico com português; Ethernet e RS485; Relógio em tempo real (registo de alarme e avarias com data e hora real); Condensadores laminas de plástico (sem electrolítico); Ventoinha de arrefecimento com velocidade variável;

mar-comandos

A programação dos parâmetros da unidade reguladora pode ser completa ou parcialmente bloqueada através de uma senha. A unidade reguladora contém bornes para:

• Contacto de falta de água.
• Sinalização de serviço da bomba.
• Sinalização de falha.
• Transdutor de pressão.
• Motor.
• Alimentação da rede.

quadro-var-01

Microprocessador contido na unidade de comando proporciona, com auxilio do interface RS 485 em instalações com várias bombas (no máximo 4 unidades), tanto uma sequência de serviço das bombas completamente automática em dependência do consumo, como também alternância cíclica do serviço das bombas interligadas e o arranque da próxima bomba em caso de falha de uma das bombas, sem qualquer controlo externo.

Da mesma forma a unidade de comando inclui uma memória dos sinais falha e arranque de ensaio para cada uma das bombas depois de um período de descanso programável.

A regulação especial e integrada da pressão faz com que a bomba interrompa o serviço imediatamente quando o consumo for zero. O débito da bomba é averiguado indirectamente através do n.º de rotações e possibilita aumentar ou diminuir a pressão em dependência do consumo, conduzir a pressão diferencial segundo uma curva específica para o sistema, de parâmetros livremente programáveis.

Uma fonte de alimentação incorporada fornece a corrente para o transdutor de pressão diferencial em aço de elevada precisão, montado, com sinal de saída de 4 - 20 mA.

O funcionamento do variador, vai de encontro às mais exigentes procuras de conforto através de caudal constante ou pressão proporcional (compensação de aumento e perdas de carga na rede devido ao aumento de caudal), fornecendo de forma suave o débito necessário sem picos de corrente ou golpes de aríete, devido ao arranque e paragem suave. Este sistema reduz os custos energéticos e custos de manutenção

#2)
Filtro Twister Discos 3”
Filtro para filtração de grandes caudais com a tecnologia TWISTER (ciclónico), garante a separação das partículas pesadas na zona exterior do filtro, impedindo a sua fixação na superfície dos discos e prolongando os períodos entre as lavagens assim como a redução da água para a lavagem.

#3)
Electrobomba Drenagem
Electrobomba da marca Zenit de origem Italiana, modelo DGE 100/2/G50 1,2CV 230V 2”, Adequada nas situações com líquidos biológicos ligeiramente carregados e de esgotos. Conjunto eletromecânico em ferro fundido EN-GJL-250, predisposto para o funcionamento submerso. Fornecimento de vedações composto por 1 vedação mecânica em carbeto de silício e por 1 anel de vedação. Motor ecológico a seco.

#4)
Programador de Rega
Programador de rega da marca Rain-Bird modelo ESP-LX preparado para 36 estações, com cartucho de comunicação IQ-ETHERNET LAN com fios (IP fixo)

mar-quadro-comando-01

#5)
Sistema de controlo e proteção por nível alto na casa das máquinas.
Sistema de controlo através de 2 válvulas motorizadas 11/2” 230V 50Hz. Sempre que o nível de água na casa das máquinas for superior ao definido por rutura da tubagem, o grupo de bombagem pára, as electroválvulas fecham a adução e acionará um alarme luminoso, evitando assim a inundação da área técnica.

mar-quadro-comando

#6)
Ventilador.
Extractor 100mm c/ sensor humidade.

mar-ventilador

Controladores de Pressão para Bombas

A constante evolução da era industrial no século passado, induziu de forma progressiva um processo de especialização em todos os setores. Nos últimos vinte cinco anos, graças ao aparecimento da eletrónica e informática, este processo tem acelerado exponencialmente. A COELBO nasce nesse período (1988), com o objetivo de negócio da aplicação destas novas tecnologias no campo das electrombas. Desde o início e com uma constante evolução tecnológica criou dispositivos automáticos para operação, controle e proteção, iniciando assim uma especialidade industrial pioneira a nível mundial, sendo um dos líderes nesta área. O seu constante esforço na investigação, desenvolvimento e inovação, permitiu a obtenção de patentes internacionais que lhe conferem reconhecimento na área dos sistemas de bombagem. Com uma filosofia empresarial baseada em conceitos como a investigação tecnológica constante, design inovador, fiabilidade do produto, rigoroso controle de qualidade, investimento constante em processos de produção e seriedade comercial, a COELBO e os seus produtos desfrutam de um prestígio internacional e alcançado a confiança dos mais importantes produtores de electrobombas. O seu sucesso no mercado mundial tornou-se uma referência, criando tendências e dando origem a muitas imitações de seus mais famosos produtos. As instalações de 3500 m2 albergam hoje a actual realidade industrial da COELBO. Actualmente distribuímos os nossos produtos nas seguintes famílias:

 

PRESSFLOW TECH
Na gama de dispositivos PRESSFLOW TECH estão incluídos todos os controladores electrónicos presso-fluxostáticos tradicionais com tornaram a COELBO como uma referência mundial ao longo dos últimos 30 anos. Controlmatic

 

 

HI TECH
O alcance dos dispositivos HITECH abarca uma completa gama de controladores de velocidade variável (VSD: variable speed drives), para bomba individual ou grupos de bombas, de montagem em linha, mural ou a bordo. Estes dispositivos integram todos los elementos hidráulicos, eléctricos e electrónicos necessários, tais como, sensores de caudal, pressostatos, transductores, indicadores de pressão, de frequência, de intensidade, leds de sinalização, interruptores start-stop, etc...

SpeedboxSpeedmatic

 

 

SMART TECH
A família de dispositivos SMART TECH engloba uma ampla gama de dispositivos para o controlo e/ou protecção de electrobombas cujo denominador comum é a aplicação das novas tecnologias nos sistemas tradicionais, com a excepção da velocidade variável que faz parte da gama HI TECH. Onematic

Pressostato electrónico digital
A unidade SWITCHMATIC é um pressostato electrónico com manómetro digital integrado. Permite gerir o arranque e paragem de electrobombas monofásicas até 2,2 kW (3 HP). As pressões são facilmente ajustáveis através do painel de controlo.
A electrificação é realizada da mesma forma de um pressostato electromecânico tradicional.
Pode ser utilizado como um interruptor de pressão diferencial, de pressão inversa ou simplesmente com máxima e mínima pressão.
A unidade SWITCHMATIC 2 incluiu leitura da corrente instantânea consumida. Este sistema patentado controla e gere a sobreintensidade, o funcionamento em seco e os ciclos rápidos de funcionamento (falta de ar no autoclave)

Switchmatic

 

Central Hidropneumática com Variação de Velocidade

Central Hidropneumática com Variação de Velocidade

Central Hidropneumática com Variação de Velocidade E-Tech by Franklin / Speedmatic formada pelos equipamentos abaixo descritos:

  • Duas electrobombas da marca E-Tech de origem Americana, modelo EH 5-5, formadas por bombas horizontais centrífugas monobloco, equipadas com motor eléctrico para corrente monofásica de 230 Volts, 50 Hz, 1,5 cv, 2890 Rpm, montagem horizontal com turbinas e difusores em aço inox 304. Capacidade Hidráulica – 4,0 Bar @ 83 l/m (por bomba);
  • Depósito autoclave de 5 Lts de capacidade, com membrana de borracha tipo alimentar pré-carregado de ar, com fundos copados.
  • Colector de compressão.
  • Válvulas de retenção em cada bomba.
  • Válvulas de seccionamento da compressão de cada bomba.
  • Válvula de corte geral.
  • Base de assentamento
  • Um armário eléctrico de potência, composto por, grupos de disjuntores, interruptor corte geral, régua de bornes.
  • Dois variadores de velocidade Speedmatic Master, de origem Espanhola, instalados na saída das electrobombas. O speematic é um conversor de frequência dedicado a aprimorar o controlo de fluxo hidráulico nas áreas da água cm as seguintes e principais características:

- Desliga por falta de água com sistema de auto-rearme;
- Transdutor de pressão interno;
- Sensor de fluxo interno;
- Sensor de intensidade de corrente com leitura instantânea;
- Informação de horas de trabalho e número de arranques;
- Sinalização de serviço da bomba;
- Sinalização de falha;

central-speed-etech-02

O funcionamento do variador, vai de encontro às mais exigentes procuras de conforto através de caudal constante ou pressão proporcional (compensação de aumento e perdas de carga na rede devido ao aumento de caudal), fornecendo de forma suave o débito necessário sem picos de corrente ou golpes de aríete, devido ao arranque e paragem suave. Este sistema reduz os custos energéticos e custos de manutenção.

central-speed-etech-03

Central Hidropressora Variação Velocidade

Central Hidropressora Variação Velocidade modelo Baico 2xLascar V 6-55 Varisytem, formada pelos equipamentos abaixo descritos:

  • Duas electrobombas da marca BAICO de origem Espanhola, modelo Lascar 6-55, formadas por bombas verticais centrífugas monobloco, equipadas com motor eléctrico para corrente trifásica de 400 Volts, 50 Hz, 2,2 kW, 2890 Rpm, montagem vertical com capacidade Hidráulica – 4,0 Bar @ 3,3 l/s (por bomba);
  • Depósito autoclave de 12Lts de capacidade, com membrana de borracha tipo alimentar pré-carregado de ar, com fundos copados.
  • Transdutor de pressão.
  • Colector de compressão.
  • Válvulas de retenção em cada bomba.
  • Válvulas de seccionamento da compressão de cada bomba.
  • Válvula de corte geral.
  • Base de assentamento.
  • Um armário eléctrico de potência, composto por, grupos de disjuntores, interruptor corte geral, régua de bornes.
  • Dois Variadores de velocidade NASTEC, de origem Italiana. Estes conversores de frequência são dedicados a aprimorar o controlo de fluxo em aplicações das áreas do abastecimento predial. A programação dos parâmetros da unidade reguladora pode ser completa ou parcialmente bloqueada através de uma senha. A unidade reguladora contém bornes para:

- Contacto de falta de água.
- Sinalização de serviço da bomba.
- Sinalização de falha.
- Transdutor de pressão.
- Motor.
- Alimentação da rede.

Central Hidropressora Variação Velocidade

Central Instalada em Ginásio, Perafita

O Microprocessador contido na unidade de comando proporciona, com auxílio do interface RS 485 em instalações com várias bombas (no máximo 8 unidades), tanto uma sequência de serviço das bombas completamente automática em dependência do consumo, como também alternância cíclica do serviço das bombas interligadas e o arranque da próxima bomba em caso de falha de uma das bombas, sem qualquer controlo externo. Da mesma forma a unidade de comando inclui uma memória dos sinais falha e arranque de ensaio para cada uma das bombas depois de um período de descanso programável.

Central Hidropressora com Variação de Velocidade

Central Instalada em Ginásio, Perafita

A regulação especial e integrada da pressão faz com que a bomba interrompa o serviço imediatamente quando o consumo for zero. O débito da bomba é averiguado indiretamente através do nr. de rotações e possibilita aumentar ou diminuir a pressão em dependência do consumo, conduzir a pressão diferencial segundo uma curva específica para o sistema, de parâmetros livremente programáveis.

Uma fonte de alimentação incorporada fornece a corrente para o transdutor de pressão diferencial em aço de elevada precisão, montado, com sinal de saída de 4 - 20 mA. O funcionamento do variador, vai de encontro às mais exigentes procuras de conforto através de caudal constante ou pressão proporcional (compensação de aumento e perdas de carga na rede devido ao aumento de caudal), fornecendo de forma suave o débito necessário sem picos de corrente ou golpes de aríete, devido ao arranque e paragem suave. Este sistema reduz os custos energéticos e custos de manutenção.

Grupo Hidropressor – Comprar, Assistência e Manutenção

Grupo Hidropressor

Grupo hidropressor, central hidropneumática, central de pressurização e ainda central de elevação de águas, são designações que se referem a electrobombas projetadas para o incremento da pressão de água limpa, tipicamente em edifícios altos, condomínios e outros edifícios com necessidades elevadas de abastecimento de água como hospitais e hotéis, bem como sistemas de rega. A central mantém uma pressão regular de funcionamento no abastecimento de água devido às variações de caudal decorrentes de uma utilização mais ou menos intensiva da água.

Grupos Hidropneumáticos – Características

São compostos normalmente por 2 ou mais electrobombas idênticas, assentes numa base comum, ligadas paralelamente por colectores, válvulas de regulação e retenção, manómetro e um quadro eléctrico de comando. O controlo da pressão do sistema é efectuado através de pressostatos, sendo o manómetro o elemento que afere a pressão de saída. O quadro eléctrico tem por objectivo controlar o sistema, permitindo o funcionamento alternado ou simultâneo das electrobombas e protegendo-o por recurso ao corte da energia de alimentação em caso de anomalias detectadas pelas sondas de nível ou pelos relés térmicos.

É também normal o sistema integrar um autoclave cuja função é minimizar o número de arranques/hora das electrobombas e garantir uma pequena reserva de água sob pressão.

Podem ainda ser dotadas dum conversor de frequência e respectivos sensores de pressão para permitir a variação de velocidade das electrobombas em função da necessidades da instalação hidráulica, o que permite uma significativa poupança de energia eléctrica. Mesmo nestas instalações é comum o sistema ser dotado de um pequeno autoclave para estabilizar o sistema hidráulico e impedir que pequenas fugas façam arrancar as bombas.

grupo-hidropressor-predio

Grupo Hidropressor tipicamente instalado num prédio alto

Composição Típica da Central Hidropneumática

  • Duas electrobombas;
  • Um autoclave;
  • Um tubo em malha de aço p/ligação ao autoclave;
  • Um colector de compressão em aço inox;
  • Uma válvula de retenção;
  • Duas válvulas de seccionamento (1 por bomba);
  • Uma válvula de corte geral;
  • Um quadro de alternância c/alarme;
  • Dois pressostatos;
  • Um manómetro;
  • Dois interruptores de nível;
  • Uma base de assentamento em aço inox c/suporte em coluna para quadro eléctrico.

Serviço de Venda, Assistência e Manutenção

Na Hidraulicart  projectamos, montamos e vendemos centrais hidropressoras, bem como:

  • Montagem de centrais para exportação;
  • Reparação das electrobombas e bombas de água;
  • Pressurização do sistema de bombagem;
  • Substituição de quadros eléctricos;
  • Contratos de assistência em todo o Grande Porto.

Contacte-nos para qualquer assunto referente à sua central hidropneumática.

central-hidropressora

Central Hidropressora montada nas nossas instalações da R. Mousinho da Silveira, Porto


Central Hidropressora STAIRS centrla_stairs_02_hidraulicart_02 centrla_stairs_03_hidraulicart_03 centrla_stairs_04_hidraulicart_04 centrla_stairs_05_hidraulicart_05

 

 

Central de Incêndio ESPA UE

Grupo combate a incêndio ESPA

Grupo combate a incêndio ESPA

Grupo Hidropressor Incêndio Espa

Grupo Hidropressor Incêndio Espa

 

Central Baico com Variação de Velocidade

Central Baico com Variação de Velocidade

Central Baico com Variação de Velocidade

Central Baico com Variação de Velocidade

Central Baico com Variação de Velocidade

Central Baico com Variação de Velocidade

Central Baico com Variação de Velocidade

Central Variação de volicidade em Guest House na Rua Santo Ildefonso, Porto

Central com Variação de Velocidade em Guest House na Rua Santo Ildefonso, Porto

baico-nascar-02 baico-nascar-01